Luma Elora Aislin

Luma Elora Aislin
Sabá de Ostara

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Em noite de ritual....



De mansinho......
Vou assim me chegando.....
na fogueira, as labaredas dançam,
e a lua, só faz crescer...
seus raios prateados iluminando...
esses bruxos, que se entrelaçam,
e fazem, um círculo florescer.

É tão mágico esses momentos,
de luz, prazer e amor.....
uma caneca de chá de maçã,
a pausa para o ar da noite respirar,
entre uma dança e a canção
o bolo, prova-se então,
ou ainda uma bela fatia de pão,
estás com sede?
do chá provas-te?
ah! o fogo te deu calor!
então, toma aqui
o suco de abacaxi
com folhinhas de hortelã,
com açúcar mascavo adoçado
fica tudo equilibrado.

Sinto no ar
o perfume das flores da noite,
ouço os piados,
vou a noite aqui passar...
tenho certeza que teremos estórias
e histórias para contar.....
muito mais que isso enfim,
teremos a alegria
de compartilhar
mágica companhia
e a união dessas almas pela vontade
trás aconchego e amizade
uma serena cumplicidade....
onde queremos desfrutar assim
queremos mais do que tudo estar
entre corações irmãos
que a mesma língua falam
a do mágico amor
que entre os seres conjuram
as crenças antigas de tempos idos
tempos de cheiro e campos floridos
dias de um povo aguerrido
que pelos Deuses mantinham unido
o sonho da vida partilhada
a vida de forma sonhada
e era assim a jornada
daquelas almas
que hoje estão,
aqui rodando ao fogo crepitante
sob um céu de lua fulgurante
e onde pontos de luz
estrela brilhante
traça um caminho
que a muito distante
determina o carinho
que nos leva sempre adiante...
que permaneçamos sempre unidos
e juntos aos elementos
pelos Deuses, sejamos abençoados....



Amados, encerro aqui o meu digitar,
porém minha essência irá permanecer.....
noite afora a sonhar
com um doce amanhecer....

Luma Elora Aislin

sábado, 20 de novembro de 2010

Mulheres da Lua Minguante I.


mulheres da lua minguante....

O terceiro aspecto da Deusa, a Anciã, corresponde à fase da Lua Minguante, sendo o menos compreendido e o mais temido.
A Lua Minguante define-se no acaso e na velhice. É aquela que encerra em si a sabedoria e os segredos nunca revelados. Está associada a velha bruxa, ao deteriorar da força vital, ao envelhecimento, assim como, aos poderes de destruição e da morte, à destruição do impulso de Eros.
A mulher que é arquetípicamente regida pela Lua Minguante é misteriosa e por vezes indefinível. Parece possuir um potencial para realização de algo que é difícil definir com exatidão. Possui virtualidades pressentidas, mas nem sempre realizadas. Ela mesma não se define de maneira consciente e clara. Possui também uma certa dificuldade em lidar com os aspectos da vida consciente. Esta é a mulher que vive no "mundo da lua". Está sempre descobrindo novas possibilidades, mas tem certa dificuldade em direcioná-las e nunca consegue finalizar o que começou.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Mulheres da Lua Minguante II.


Como está mais próxima e mantém constante contato com as fontes inconscientes da fertilidade, aparenta estar realizando algo, mas que pode nunca concretizar. É sempre suscetível a perder-se em sonhos e devaneios em função da dificuldade que tem em lidar com o concreto e o real. O seu maior obstáculo é o tempo presente, pois está sempre voltando ao passado, revendo tudo o que foi capaz de realizar, ou lamentando o que deixou de fazer. Ela está sempre distante do presente e por isso torna-se fria e distante dos outros, devido ao seu excesso de auto-referência.A sua criatividade, se não submetida ao controle do ego consciente, pode assumir uma forma caótica e desordenada. A sua maior dificuldade está em mobilizar e dirigir essa energia. Possui ela, todo o potencial para a criação por seu acesso fácil às fontes criadoras lunares, mas necessita compreender e separar a mistura orobórica criativa, a fazer a ordenação do caos, para que ele se transforme num cosmo criativoA mulher Lua Minguante possui uma energia muito forte, mas ela pode manifestar-se de maneira tanto construtiva, como destrutiva, dependendo da forma como trabalha o seu consciente. A necessidade de mudança também está sempre determinando seu comportamento. O que mais importa para ela é o próprio processo do que o objetivo final, o caminho não tem tanta importância, mas premente é a necessidade de fazer a passagem.

Mulheres da Lua Minguante III.


A introspecção ao mundo interior ocorre facilmente para a mulher regida pela lua minguante. A sua maior dificuldade está no fato de tornar-se produtiva e realizar toda a fertilidade encontrada. Se não conseguir direcionar essa vitalidade, objetivando-a e encaminhando-a para a realização criativa, toda essa riqueza pode se tornar inútil.
A Lua Minguante sempre serviu como vaso adequado para a projeção de todo o lado sombrio, tanto do homem como da mulher. Aqui penetra-se no reino de Hécate e Lilith e tantas outras deusas que apresentam aspecto sombrio, mas que pode no final nos trazer a iluminação. Talvez torne-se necessário para a mulher fazer um acordo com estas deusas, para que elas a presenteiem com a possibilidade de um enriquecimento de personalidade, permitindo a sua expressão de uma forma mais humanizada e não tão instintiva. Deste modo, as dimensões do instinto poderão ter uma via mais integrada, em que pode haver a participação de novas forças energéticas.
É observando e reconhecendo os movimentos da Lua no céu e integrando as suas três fases, que poderemos nos alinhar e sintonizar com o fluxo do tempo e com os ritmos naturais. Nos utilizando dos poderes mágicos da Lua e reverenciando as Deusas ligadas a ela, criaremos condições para melhorar e transformar nossa realidade, harmonizando-nos e vivendo de forma mais equilibrada, plena e feliz.

Mulheres de Lua Cheia I.


Mulheres de Lua Cheia....

O aspecto de Mãe da Deusa sempre foi o mais acessível para que a humanidade o reconhecesse, invocasse e o identificasse. A Lua Cheia está associada à imagem maternal da Deusa, à mulher em toda a sua plenitude, ao potencial pleno da força vital. Ela corresponde ao crescimento e amadurecimento de todas as coisas, ao ponto culminante de todos os ciclos, à semente germinada e à plenitude do caldeirão.
Na Lua Cheia entramos em outra dimensão do feminino, aqui o instinto se coloca a serviço da criação e da humanização. Esta é a fase lunar que é iluminada pelo Sol em sua totalidade, indicando mais clareza de consciência e um melhor relacionamento entre masculino e feminino, o que propicia a criação.
A Lua Cheia é a Lua Grávida de criatividade, de riqueza e da realização do próprio crescimento. É a imagem da Mãe, com o poder divino de carregar uma nova vida em seu ventre. É ela que gera, promove o crescimento e dá o nascimento. Ela é a deusa da maternidade, que traz consigo a fertilidade para a terra e para os homens.

Mulheres de Lua Cheia II.


A Lua Cheia nos conecta com a terra, nos coloca em contato com os valores terrenos, é o próprio amor realizado. Esta Lua-Mãe, foi expressa mitológicamente pelos gregos como Deméter com sua prodigiosa energia para nutrir e acalentar e sua dedicação desinteressada para com os filhos e a família. Esta deusa-mãe também é visualizada em Cibele, Ísis, em Astarte e na Virgem Maria. Todas aparecem sempre com o filho, o que pressupõe uma capacidade de relacionamento e reprodução realizada. O filho representa o nascimento, o Logos no feminino. A Lua, deste modo, relaciona-se com o mundo de maneira mais humana, através de seu filho. Estabelece-se assim, um contato mais íntimo entre o mundo interno e o externo, do divino com o terreno e do espiritual com o material.
A maternidade em si já é uma doação, mas também associa-se à capacidade de sacrifício. Todas as deusas citadas, têm em comum o fato de terem um filho que morre e depois ressuscita. O filho seria a semente que morre, se decompõe na terra, para trazer em seguida a renovação da vida. Mas, enquanto não chega a hora do sacrifício, o filho reina junto com a Mãe-Lua e é controlado por ela.

Mulheres de Lua Crescente I.



Mulher da Lua Crescente....

A primeira face da Deusa é a Donzela, ou Virgem e que corresponde a Lua Crescente. Representa a juventude, a vitalidade, a antecipação da vida, o início da criação, o potencial de crescimento e a semente do "vir a ser".
A Lua Crescente, portanto, liga-se a "virgem", a mulher solteira e sugere inúmeras promessas ocultas de crescimento, de riqueza, de criatividade e de prazer. Esta Lua nos faz voar à um mundo de sonhos e devaneios. Nos tornamos seres alados que levitam num céu estrelado de possibilidades, onde o impossível torna-se realidade. É o verdadeiro despertar de Eros, do amor, da vida que não nos impõe nenhum obstáculo. Neste mundo onde tudo é possível a mulher personifica-se como a eterna amante, a musa inspiradora que concretiza a eterna felicidade.
A mulher na Lua Crescente consegue expor sua feminilidade com muita espontaneidade. Ela é a personificação da deusa em sua manifestação instintiva e natural, buscando sua essência. Ela é rica em fertilidade e possibilidades, sem limites. Precisa de todo o espaço para expandir-se e manifestar-se. É erva que se alastra e cobre tudo, pois ela é livre, animal sem dono, que não admite ficar presa à ninguém. Dona de si mesma, ela se rege, se governa por seus princípios internos, muitas vezes à custa de muito sofrimento, pois toda liberdade tem seu preço.

Mulheres da Lua Crescente II.


Este princípio feminino é representado por várias deusas e uma delas é Ártemis, a arqueira-virgem e amazona infalível, que corria livre pelos campos e de coração solitário. Ela é arquétipo da feminilidade mais pura e primitiva. Ela santifica a solidão e a vida natural. E, é ela que garante a nossa resistência a domesticação. Outra deusa da Lua Crescente é Inana, uma antiga entidade suméria que é portadora de qualidades lunares femininas. Em época de mudanças, esta deusa sempre está presente e pode ser invocada. As mulheres que incorporam os atributos da Lua Crescente, são muito sensuais, verdadeiras Afrodites contemporâneas e conhecedoras da influência de seus poderes. Sentem orgulho de seu sexo e possuem uma vitalidade rara, somada a uma ansiedade de ampliar os horizontes de seu psiquismo. Jamais se adaptam à limites sociais e culturais, pois seu desejo de expansão é incontrolável. Estão sempre mudando, são mulheres inquietas e instáveis. Como a Lua Crescente, revolucionam, criam e transformam constantemente. São difíceis de serem civilizadas, pois como Ártemis, possuem um amor intenso pela liberdade, pela independência e autonomia. Possuem temperamento estouvado e aprendem muito cedo a engolir suas lágrimas e planejar vinganças pelas humilhações que sofrem, devolvendo na medida certa o que receberam.

Para um homem relacionar-se com uma mulher-lua-crescente, pode ser um desafio e tanto. Igualmente, a mulher que penetrar fundo nesse lado de sua natureza artemisia, precisará reconhecer o poder primitivo de sua sanguinolência e o efeito que pode ter sobre o homem.

A Lua Crescente nos põe em contato com todos esses aspectos da natureza feminina.

sábado, 13 de novembro de 2010

http://www.youtube.com/watch?v=Rs5UNUr8g3w

Poetando....sem rima....



Sejas tu...

Sejas simplesmente o tu

em meio a tudo

sejas aquilo que vieste aqui fazer...

deixa-te provar de tua essência

teu verdadeiro ser

conhece-te....

deixe que a vida e sua plenitude

te acolha em braços plenos

permaneça em teu estado

teu ponto de união com tu e...

mais o tu...

e um dia sentirás que o tu

é simplesmente o tudo

de uma teia sagrada

que por tempos infinitos

é toda manhã tecida....

e que reflete

a luz que nela bate.....

ou não...

basta que não incida o sol

então....te resta ainda

o te iluminar....

então sejas tu

tu essência

tu luz

ilumine......

a teia que dança

e estarás iluminando a vida....


Luma Elora Aislin.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Poetando para a Rita....




Brincado na paisagem....


aiiiii como é bom olhar!

e deixar que a alma se vá

e nessas água que correm

permitir o espírito entrar

e assim pela imaginação

que na mente se tem

se faz mais feliz o coração.....


Fui aí me deixei brincar

fiz peraltices nessa mata

invadiu-me de vida o ar

assim feliz me atirei na cascata

e purificação pude encontrar

no meio dos elementos

qualquer um pode ter

um grande abraço de alento

e descobrir um bem querer.....


nesse meu caso aqui

descobri.....

o que segredo não era

que Rita roxinha menina

é minha benção de primavera...



Luma Elora Aislin



bjussssss lindona!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Rituais xamânicos: ritual da pena...




Cerimônia da Pena


As penas nos conectam com as forças do ar e com o espírito.

Elas chamam os espíritos do ar para brincar.

Colocam tudo em movimento em nossas vidas, movem energias estagnadas, purificam, bem como harmonizam nosso corpo energético.


Muitos acreditam que os espíritos se fazem notar ao assumir a forma de pássaros.

Muitos totens espirituais que são pássaros na verdade são espíritos do ar usando a forma de pássaros para se conectarem conosco.

Através das penas, nós podemos chamar estes espíritos do ar.

Nos aprendemos a tornar nossos desejos realidade.


Aqui esta uma cerimônia que honra estes espíritos e que vai mostrar a você como se conectar com as forças do ar usando as penas.


1 - Em um dia que não tenha vento, pegue uma pena e se sente sob uma árvore.


2 - Relaxe, inspire pelo nariz e solte lentamente pela boca. Enquanto faz isso, permita que seu corpo relaxe.


3 - Vagarosamente eleve a pena com ambas as mãos acima da cabeça.


4 - Abaixe a pena até que ela fique bem em frente a sua boca.


5 - Assopre gentilmente sobre a pena. Conforme você faz isso, mova a pena com sua mão como se ela estivesse sendo levada pelo seu sopro.



Em alguns minutos, os espíritos do ar se tornam ativos.

As folhas das árvores irão farfalhar, você pode ver algumas folhas ou poeira rodopiarem no chão e sentir uma leve brisa.

A atividade dos pássaros vai crescer ao seu redor.

Use esta cerimônia para entrar em contato com as energias que estão ligadas à medicina da pena.


Estou postando sem saber a autoria, se achar a mesma coloco aqui.


Luma Elora Aislin

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Beltane!!!!




Recebi essa mensagem durante o sabá

esse ano celebrei exatamente no dia 31.

Aqui no sul, rodo Beltane.... e não Samhain,

então, a gota de sabedoria passada

nessa noite mágica

onde Deus e Deusa se enlaçam

foi de que antes de tudo e mais nada

devemos ser gratos,

o sentimento de gratidão é a principal chave

para que se abram portas.....

ser grato não significa ser resignado

e deixar de ter atitudes

ser grato significa "ver" as bençãos que temos

antes e na frente de perceber as nossas necessidades

se tens apenas arroz e feijão para comer

e queres arroz com galinha

nada te impede de ter o desejo de ter

e de lutar para obter

a satisfação do desejo....

mas antes porém aprenda a honrar

e ser grata ao arroz com feijão

que te mantém viva.......


Que abençoados sejam em amor e luz


bjusssssssssssssssssssssss


Luma Elora Aislin

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Poema presente de Damra.



Damra....

uma flor de raro perfume
uma guerreira com cocar de exuberantes penas
uma pedra preciosa de rara beleza
uma cachoeira refrescante
uma onda de mar azul
uma folha de outono que levemente pousa em meus pés
uma árvore que cresce olhando o sol
uma estrela lá no céu infinito
uma nuvem amiga que refresca a tarde quente
um embalo de rede para o cansaço
um aconchegante poncho quando rasga o minuano
um chá quente e reconfortante quando o frio invade a alma


Damra...

é quando se acende a lareira
quando mergulhamos na água refrescante
quando ganhamos uma rosa perfumada
uma caixa de bombons
é igual tomar sorvete de cereja com nozes
quando se aproxima a tempestade e deixa tudo suspenso
é a carícia da brisa fresca
e aquelas rejadas de vento que limpam a aura
tão cristalina
tão forte
tão delicada
tão aguerrida
é sábia
é simples
é doce
é enérgica
é puro movimento
e é o descanso do meu coração


Damra faz das palavras
e das ações doses massiças
de grandioso remédio
que acalmam e suavisam dores e feridas....
é um doar-se
de carinho e atenção
faz ela uma oração
e em algum desses oásis onde habitam os Deuses
ressoa o desejo bem fazejo
de quem é bruxa fada
mas o melhor de tudo isso junto

é que Damra é.....
a alma irmã do meu coração
e sentimentos como solidão
jamais ao meu lado caminharão
pelo simples fato de sua abençoada presença.....


À ti minha querida amiga, irmã
meu eterno agradecer.....
bjusssssssss
abraços e risadas....
terão lágrimas também
que venham com emoção
porque tua companhia
vale cada precioso sentimento....


Luma Elora Aislin





E aqui começa o Poema
que recebi de Damra
em momento de profunda dor.....

Vês como é fácil?

Pegaste em mim ao colo!

Sim, isso mesmo!

Não pegaste num papel que voará,

Nem nas letras que vão viajar com ele,

O vento vai soprar e o papel com ele irá

Mas em ti fico eu…

Fico na tua forma de me sentir

Quando pegaste em mim.

Nas expressões, nos sorrisos,

No carinho que dedico,

No que ouves e falas,

Mesmo em silencio, enquanto me lês.

Sou uma gota de água

Entre tantas cores que te compõem,

Sei que em ti nascem verdades,

Multiplicam-se valores,

Em poucos gestos de amizade

Restauras-me de entre dores.

Sou feliz enquanto te souber fazer sorrir.

Nasce em mim um manancial

Se o teu abraço em mim residir.

E a vida é rosa com espinhos,

Mas a amiga é o perfume inesgotável

Que repara feridas,

Dá razão a uma lágrima que caiu,

Para dela brotar uma alegria.

É assim que quero estar

Em teu colo e tu no meu

Como uma folha de papel, sem pesar,

Como a palavra certa que nos preencheu.



Sónia Bettencourt

sábado, 11 de setembro de 2010

Escrevinhando sobre poder.




....e finalmente

uma bruxa que perdeu o poder...

também...também eu...

em momentos inúmeros me senti assim

sem poder...nada....

dilacerada e pelada de tudo.....

esquece minha flor

nos sentimos assim porque

acabamos nesses tempos de hoje

incorporando a noção errada

e transfigurada da palavra e da ação poder

poder para nós não é o poder do mundo

o poder que sabemos ter

por nós mesmo é confundido com o que está aí

é mais forte....

é o que se apresenta

e nos sentimos as últimas das últimas

e em cacos...

é só porque esquecemos...

que o verdadeiro poder

é tendo o poder do que chamam de poder

e abrir mão dele...

soprar como pluminhas

simplesmente porque esse poder não nos interessa

e ficamos moídas de verdade

quando deixamos a maré da vida

nos empurrar rumo a esse poder

aí mora o perigo...

as brumas ficam densas

e o que realmente importa

não fala mais conosco

não porque deixa de falar

mas porque deixamos de escutar......


Luma Elora Aislin

Fragmentos de escrevinhados....




....lá atrás eu ia colocar algo assim

até bem pouco tempo...

ter a certeza da missão cumprida

de ver em volta e não ter do que se arrepender..

e então...num passe de mágica...tudo ruir.....

ao invés do esperado pela colheita

vem a secura e um estado de fracasso total...

em que nada há...

ou melhor antes não houvesse o nada....

o que há é que assusta.....

certezas eu as tinha

arrependimentos não os tinha

frutos...eu os via...

tinha a sensação de ter construído algo

tinha a plenitude da obra feita...

para um belo dia...

ver como um castelo de areia

desmorona antes as ondas.....

eu não vi que era areia

eu pensava estar construindo um tijolo forte

eu não vi que estava na beira do mar....

eu pensava estar na planice verdejante.....

eu ainda não tinha percebido que o cenário

era pré determinado.......

e era outro...

foi tão só um erro de percepção....
Luma Elora Aislin

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Conversando sobre a vassoura.



Como a Bruxa Ganhou a Vassoura
A imagem tão familiar hoje em dia de uma bruxa estava atravessando os céus noturnos em uma vassoura fez sua primeira aparição pública numa ilustração do século XV, no manuscrito Le Champion des Dames (O Campeão das Damas), do escritor suíço Martin Le Franc. Porém, as conotações mágicas das vassouras são muito mais antigas do que este desenho. Há muito as vassouras têm sido associadas à magia feminina e a mulheres poderosas. A certa altura transformaram-se no equivalente feminino do cajado mágico usado por Moisés para abrir o mar Vermelho.
Parteiras sagradas da antiga Roma varriam as soleiras das casas das parturientes, acreditando que assim espantariam os maus espíritos, afastando-os das mães e de seus bebês. Desde então, as vassouras foram revestidas de um poder simbólico para questões mundanas e grandiosas. Até bem recentemente, em certas regiões da Inglaterra, as mulheres deixavam suas vassouras do lado de fora ao ausentarem-se de casa. Alguns estudiosos supõem que a idéia por trás dessa prática era deixar um símbolo da dona-de-casa, para salvaguardar o lar. No país de Gales e entre os ciganos, a tradição determinava que, para selar os casamentos, os noivos deviam pular uma vassoura colocada na entrada da nova casa (Casais de feiticeiros modernos saltam sobre a vassoura como parte da cerimônia de casamento Wicca, chamado pacto).
Como símbolo de um passado pagão, a vassoura despertou hostilidade particular entre os cristãos caçadores de bruxas. Mas, contrariando a crença popular, poucas das confissões forjadas durante os julgamentos das bruxas mencionavam vassouras. Uma exceção é o relato de Claudine Boban, uma garota quem em 1598 revelou que "ambas, sua mãe e ela, haviam montado em uma vassoura de gravetos e voado pela chaminé, atravessando os ares rumo ao sabá" Embora os acusadores costumassem enfiar idéias nas cabeças de suas vítimas, a imagem da vassoura voadora não era comumente adotada nos tribunais. Contudo, esse conceito permaneceu e é agora um ícone inseparável da bruxa.
(desconheço a autoria da pesquisa).

Um belo poema...


Esperança do Amanhecer


Filha dos sonhos,
Corra abra a porta
Do velho carvalho.
Escute os seus segredos.
O poente se aproxima.
A vida se encaminha.
A felicidade está viva.
Dance até cair à última folha.
Pegue o galho dourado
E atravesse o portal.
Corra, o tempo voa,
Os Deuses estão aqui.
Pegue o galho prateado
E atravesse o portal.
A luz brilha sobre vocês.
Não desista, a barca lhe espera.
As sementes novamente germinam
E os séculos despertaram o Rei.
Corra e abrace o seu sonho.
Toque o seu coração.
A tua mão o alcança.
Traga-o de volta.
Filhos da Arte e do amor.
A Senhora não mente
E aqui se faz presente.
Acredite na força da magia.
Abençoados sejam!
Rowena Arnehoy Seneween ®

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Uma dedicatória....


As próximas postagens nesse bloguinho,
fazem um conjunto de troca de mensagens entre eu e Prema,
Prema tem um belíssimo tópico em uma comunidade,
e lá coloca coisas sublimes e maravilhosas...
de quando em vez, essa sua amiga aqui,
vai por lá e o visita....
deixa um recado de devoção...
devoção e afeto,
um afeto muito antigo,
que talvez provenha das brumas do tempo,
do tempo dos Antigos,
onde brumas eram sagradas.....


Por isso, hoje resolvi,
ao ir lá visitá-lo...
não deixar um recado...
resolvi....
deixar aqui registrado,
nossa conversa de irmãos unidos,
nos caminhos...
nas trilhas....
porque muito mais que reconhecer,
o carinho que meu amigo me devota,
é poder deixar registrado o quanto sou grata,
por essa afeição,
por esse andar,

Obrigado Prema!!!!
Meu coração e minha alma,
agradece a abençoada
experiência de ter um irmão,
um igual....
uma amada outra parte igual....
e porque muito mais que dizer
é preciso mostrar
o respeito que se tem
quando se anda pelos mágicos caminhos do sagrado...


Luma Elora Aislin

Minha primeira mensagem a Prema....


Que a luz que emana do teu ser

possa sempre brilhar em sintonia

com a luz que emana de meu ser,

que nossas luzes juntas,

mesmo assim,

pequenas lamparinas dançantes,

sejam luz no caminho de alguém....

que a vibração da luz traga mais que pequena visão,

que além de não tropeçar nas trevas,

ela veja a dança e ouça suave canção

caminhar pelos caminhos da vida

é um exercício diário

mas não requer que seja solitário...

que possamos dar as mãos e juntos caminhar,

nessa infinita paz dos deuses
e que assim caminhando,
dançando ,
tremulando,
possamos sempre...
não arrecadar...
mas sobretudo,
alegrar e iluminar
corações perdidos cansados,
feridos,
desencantados....

somos lamparinas, pequenas singelas e trêmulas...

somos luz na vida,

na minha na tua, e que a graça divina,

nos permita sempre compartilhar...


Querida e amada minha outra parte igual,

que nunca nos falte o amparo de nossos sonhos,

de nossas mãos dadas,

de nosso bailar,

de nossas bençãos.....

mil bjussssssssss

que meu amor imenso chegue a ti na magia da varinha...




Ele me respondeu assim....

Amada Luma-Outra parte igual...


Minhas mais humildes reverências.....

As pessoas são de quatro tipos

— Aquelas que saem da luz e alcançam um fim de luz;
As que saem da escuridão por um fim de escuridão;
As que saem da luz para escuridão;
E as que saem da escuridão para a luz......

Vc amada outra parte igual pertence exatamente ao primeiro grupo..

Sabe aquele amor que não se explica????Isto,isto mesmo que tenho por ti..

Vou te contar uma historinha que um dia aconteceu comigo..Participava de uma meditação de Osho,quando derrepente uma menina me falou..-Prem(meu primeiro sannyas name)
Vejo e sinto isto... vc é um vagabundo dharma!!!!Incrivelll!!!!Vagabundo do dharma,eu??????????????Trabalho á bessa e sou vagabundo???Pouco tempo depois ao descobrir o siguinificado do que ela me chamou,ate chorei de amor e entendi uma pequena parte de minha missão neste planeta..E porque te contei isto????




Porque eu sinto que caminhamos juntos....Bem coladinho um ao outro..


Quando vc abriu o abençoado tópico Palavras de bruxa,pensei,ela fala por nós,por nossa gente,pelo nosso povo,como ela é cada dia mais abençoada ao contar nossa história.Vou lá,te beijo,te reverencio,repasso alguns escritos a outros irmãos e corro por esta imensa floresta que esta em nossas vidas,para contar a tôdos os novos aprendizados...

E juntos(NÓS DOIS OU SEJA APENAS UM EM NÓS) vamos oferecer a tôdos esta humilde oração...


Que nunca a felicidade sofra um eclipse!

Que os seres desaguem na felicidade sem limites!!

Que os condenados ao frio recebam o calor!

Que os danados do calor sejam refrescados pelas imensas ondas vertidas pelas grandes nuvens!!!

Que para eles a floresta das folhas em lâminas de espadas passe a ser um magnífico jardim e outras tantas árvores dos desejos!!!

Que as regiões infernais conheçam o encanto dos lagos, salpicando a alegria das brincadeiras dos pássaros aquáticos e o perfume das flores de lótus luxuriantes!E que o montão de carvões ardentes se torne uma pilha de gemas!

O chão escaldante, um pavimento de cristal!

As montanhas esmagadoras, palácios celestiais decorados de oferendas e povoados de Buddhas!

Que a chuva de lava, de pedras incandescentes e de espadas passe a ser uma chuva de flores!

Que a batalha com armas passe a ser um agradável torneio de flores!

Que os maltrapilhos recebam roupas, os esfomeados encontrem comida e os sequiosos água e bebidas deliciosas!

Que os doentes recuperem rápido a saúde e que a doença seja desconhecida no mundo!

Que os seres estejam sempre ao abrigo das condições difíceis, cheios de fé e de sabedoria, de compaixão e de meios de subsistência puros, com boa conduta, relembrando-se das vidas anteriores.

Que os humildes se tornem grandes e os orgulhosos sem orgulho!

Que nenhum ser seja infeliz, maldoso, doente, temeroso, desprezado ou angustiado!

Que os que transgrediram os votos se arrependam e se apliquem sempre a destruir as suas faltas!

Que alcancem os renascimentos felizes e nunca mais se separem da conduta justa!

Remédio único para a dor do mundo, fonte de toda a prosperidade e de toda a felicidade, que o Dharma dure por muito tempo, investido de proveitos e de honra.


Sim amada guerreira outra parte igual,nós celtas estamos vivos!!!

Meu imenso amor ao seu ser!!!!

Que a ponta de minha espada,ilumine as brumas de sua luz..


Hoje e para sempre...


Com Krishna em nossos corações...


Amor e com muito amor...


Namaskar,Awem......


Haribol


Por Prema

A resposta .....

Com grata satisfação e grande enlevo eu orei...fiz uma união de alma em momento de sublime prece....tão belo gesto tens para comigo amado irmão, tanto carinho, amor, desvelo....não sei se o que trago nas palavras bruxescas,tem assim algum valor, mas o faço com o coração de trazer...uma sementinha, um despertar, para uma possível situação de melhor aventurança, sempre devemos ter em mente que se nos sentimos perdidos, com medo, com fome e com frio, alguém estar mais em apuros, temos que olhar para trás a todo instante, alguém pode estar em nosso encalço com as mãos estendidas, por ter as pernas curtas para subir mais um degrau, estando esses degraus tão apertados de gente, esse empurra, empurra...pode ser o motivo da queda de alguns...mais vale estender as mãos, do que ter em determinado momento que descer vários degraus para acabar tento que resgatar os nossos afetos....e tu és um companheiro e tanto nessa arte de estender as mãos...te vejo subindo quase de costas, sempre na ânsia satisfeita de acolher...és um gigante amoroso nessa ação....te digo meu amado...sou mais retraída....mas estar contigo é sempre um bálsamo acolhedor, uma alegria...um privilégio.....tua presença luminosa aquece meu coração...faz com que minha pequena lamparina, tenha mais valor....as brumas são motivo de poesia, e não de insegurança e medo....podemos aceitar a caminhada e sua paisagem com mais serenidade..afinal...não estamos sós....lá vamos nós de mãos dadas...atravessando as trilhas, no meio das brumas...ouvindo o ruído do mundo, atentos aos companheiros, partilhando as nossas dores, agindo na oração, se alegrando no carinho....
Sim meu irmão, meu guerreiro de ontem e hoje, muda a maneira, mas o foco é o mesmo... estamos vivos, revivemos...nos reencontramos, nos acolhemos de súbito, porque sabemos que temos pela frente o mesmo foco, a mesma senda....sabemos que muito já partilhamos, estradas cruzamos, densas brumas, se fizeram...se por vezes não podemos nos ver...sentimos, no entando o pulsar do coração....porque nossas mentes aceitam essa realidade perene, da vida eterna na Avalon da realidade....Permanece sempre com tua espada firme e segura, muitas lutas ainda hão de vir, não deixe que o brilho da lâmina se apague, que o corte fique cego...muito menos que se quebre...as florestas de hoje são as mesmas de ontem, os caminhos são tortuosos e cheios de ciladas, a muitos a quem defender...preciso da segurança da espada para erguer a lamparina e alumiar os caminhos.... somos como vagalumes...porém somos muitos, mas não o suficiente, e é emanando amor e sendo seguros no afeto e no exemplo que poderemos somar....avante e a trote, ora forte, ora suave e cautelosos mas sempre com esperança e sabendo que temos um final sem fim....porque eterna é essa magia do ser....que teu dia de hoje seja pleno de luz, que se a escuridão chegar, te encontre preparado, se de mim necessitar, saibas que caminho ao teu lado, juntinho...e que minha capa...pode servir de abrigo quando o vento soprar mais íngreme...antes de te abençoar, uma pergunta gostaria de fazer ,seria assim, um vagabundo do dharma, ser algo semelhante a expressão bruxa pipa solta no vento? Que as Benção da Senhora caiam agora sobre ti, caiam como chuva de prata, caiam como pétalas de flor rara e precioso perfume, que as bençãos que nesse momento te chegam envolvam teu espírito de amor e confiança, que os ancestrais reconheçam, o guerreiro de ontem, no guerreiro de hoje... que saibam que se um dia demos uma ou mais vidas, no presente, entregamos a alma.... cheios de amor e confiança, e que nosso sorriso sereno seja o cartão de visita de mais um dia de luta, e que venha sucesso e realizações, que veja pelo menos a certeza da missão cumprida, e da consciência pacificada, que a ação não esmoreça...porque nunca sabemos o amanhã, afinal das contas o estamos a construir....Amo-te em confiança e alegria...porque mais e antes que tudo és parte igual de mim, no amor ao Senhor e a Senhora, da magia eterna da criação...
Awém...Haribol....Namastê....
Bjusssssssssssssssssssssssssssssssss

O mais sublime é o amor que se vive.....

te deixo um pedacinho de meu jardim,
uma modesta fotinho,
feita com todo carinho,
para registrar,
um show...um entardecer...
um por do sol...de tirar o folêgo....


Luma






Chorando muito,lagrimas de amor!!!!!!

Sem condições de teclar......

Depois de ler seus escritos amada outra parte igual,

não me sinto agora neste planeta...

Daqui a pouco volto!!!!

Te amo é pouco!!!!



AmorNamaskar Awem Haribol



*****************************



Amada outra parte igual

Há sonhos que não são sonhos, são encontros estelares. Há anjos dentro dos portais estelares. Eles inspiram os encontros extrafísicos e as canções. Sorrindo, eles dizem aos viajantes espirituais: É o amor que os leva!!!!

É o amor que nos leva!!!

Minhas mais humildes reverências ao seu ser...


Só e por tudo isto ...

Meu amor infinito a ti...


Namaskar Awem Haribol


Por Prema

terça-feira, 27 de julho de 2010

Fluindo coisas do coração....




É noite de lua cheia

noite de estrada prateada

noite de luz cintilante

noite de magia e mistério

é noite de lua cheia

noite de encantos e cantos

noite de arder fogueiras

para dançar em honra da Senhora

Cibele, Luna, Selene

sempre Lua Mãe adorada

sempre Senhora prateada

estende seus raios como manto de luz

uma luz que nos leva a sonhar

entre um suspiro...

uma canção...

uma dança...

uma oração.....

fogem de nós as horas

as horas da noite terrena

foge de nós o tempo

somem de nós o real

vem as lembranças de outrora

de tempos idos
tempos de algo indefinido

nunca se deve tentar explicar

o que o coração faz sentir

eu não sei como foi

eu sinto o que foi

algo tão grande e magestoso

algo que ficou aqui gravado

algo que perdura
por essas noites de hoje

que sei serem as mesmas de ontem

mudam lugares e nomes

mudam objetos e vidas

mudam costumes e crenças

mas...aqui...

algo não muda

algo é perene e pungente

alguma coisa que faz sorrir

faz chorar

faz mais forte sempre o coração bater

quando ao chegar na rua e o céu olhar

olhar qualquer canto de caminho

e ver o rastro...

o mesmo rastro...

a mesma cor...

o mesmo ar...

o mesmo silêncio

a mesma suspensão...

a mesma magia?

seria isso a magia?

reconhecer por diversas vidas

e tempos, o sentimento eterno

desse eterno amar?

desse eterno honrar?

qual o segredo desses atos

atos desvairados

atos de fé

sentimentos de saudade intensa

sentimento de vazio preenchido....

prenchido por uma luz

que vem

do que chamamos de Lua....

como pode ela fazer mudar o tudo

dentro do mesmo?

só vivendo...

só vivendo isso para saber

isso não se diz em palavras

não se pode expressar

isso aqui que rompe em uma pontada

de dor aguda e e sentida

que faz lágrimas rolar

e ao mesmo tempo e sobre tudo

faz tudo suspenso ficar

na paz prateada de uma magia impar

tudo escrito

e nada para explicar

não há como...

é só e tão somente sentir...

e deixar do coração fluir

um punhado de compartilhar....


que abençoados sejam....

pela luz


Luma Elora Aislin