Luma Elora Aislin

Luma Elora Aislin
Sabá de Ostara

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Conversando sobre Osho....







Um dia, aí pela internet, um amigo que pratica trabalhos no astral através de desdobramento, relatou notícias de Osho, e dizia ele que o guru estava em péssimas condições, por ter sido um oportunista, sua obra ser mera compilação de trechos da doutrina das religiões indianas e em como vampirizava sexualmente os discípulos, no que então respondi (porque afinal das contas, acho válido quando temos uma posição sobre alguma coisa, colocar, é assim que partilhamso a vida e consequentemente a caminhada):

- fico triste...gosto de muita coisa oshoniana, também sei que não veio diretamente dele que parece (não posso dizer...não sei) não escreveu foi nada, fazia palestras, e em cima do que falava, que era gravado, sei lá o quê...os seus discípulos escrivinharam.....sabe....eu muito desconheço e na real não quero me aprofundar, sempre costumo dizer que o que meus olhos não viram será ou não....sou daquelas porém que desfruto das sobras, não me importo que me chamem de mendiga, o que me importa é o sentido que cada pessoa pode transmutar em bom para si com aquilo que lhe chega.....costumo ir assim coletando pérolas, às vezes em belas ostras de mar limpo e sereno, outras num mar bravio e poluído, tenho cá meu pensamento que as fraternidades de irmãos benignos se servem de tudo e qualquer coisa que esteja por sobre a terra, para dar sacolejos, sinalizadas, piscadas de olho, enfim......



É dessa forma que não sou adepta nem quedo de joelhos ante nada, sou sim uma oportunista daquilo que me transmite uma sensação melhor e mais punjente para um despertar diante de vampiro, aproveitadores ou seja lá o que...não me mostro apreensiva deixo que o curso de cada vida seja digna de receber aquilo que plantou, simplesmente desfruto do bom que há em cada ser e situação, sempre há um aprendizado quando o coração resolve olhar e a mente acompanhar a colheita.....eu não sei do senhor Osho, não sei se seu Ashram era um antro de sexo....não sei se foi rico e se fartou de boa vida, mas...penso que não andava de porta em porta pedindo para que se deitassem com ele, e ainda por cima prometendo a reino do céu....fazia comércio? Bem não saía colocando uma cruz ou um Cristo em sua frente como causa única e final.....eu sempre prefiro colher as rosa nos jardins e dele...o Osho...eu colhi algo muito interessante....foi através dele que vi um pensamento de vida muito meu ser aceito, kkkkkkkkkkk, se posso dizer isso....uma das primeiras coisas que eu li do Osho, foi sobre a meditação dinâmica, li sobre o ensinamento que qualquer coisa que se faça na vida material não afasta a pessoa da vivência espiritual...foi uma coisa em que sempre acreditei....lembro na época estar fazendo parte de um grupo xiita, como agora estão chamando as pessoas CDF, em relação as suas práticas, e aí que eu tinha que mantrar e meditar, e invocar e fazer e acontecer, e a coisa estava ficando cada vez mais alucinada, eu não estava dando conta daquilo e me sentindo péssima enfim, eu estava fadada aos impuros e endiabrados, retardados que não conseguem fazer as "coisas espirituais!


Quase morria de culpa e já estava a culpar minha vida, a mim e meus rebentos....sendo eu alguém muito metido, resolvi parar com tudo, ter um tete a tete com o que eu chamo de espiritual, na base do.... olha eu tô aqui....tem alguém aí? que me escute por gentileza, tô carecendo de luzzzzzzzzzz nas minhas caraminholas cinzentas....

Eu achava que fazendo minhas obrigações, eu estava também praticando o espiritual, eles falavam em sacrifício, em que o profano jamais se misturava e o diabo a quatro, eu pensava...assistir meus filhos e minha família é santo....não é profano...eles diziam que para tudo há limites....que eu era usada e permitia, que eu tinha que me impor e ter meu espaço, o que eu queria era digno eu estava em um caminho espiritual e deveria ser respeitada....afeeeeeeeee uma luta de gigantes, em que uma vez emitido meu grito ao universo, ou seja lá quem for, eu aquietei meu coração....parei com tudo e passei a cuidar das crias com calma e serenidadee pensava...pois bem...se não for para evoluir dessa vez que assim seja....e aí, não sei como nem por onde um texto do Osho....ou dos seus discípulos, tanto faz, me veio com a plena resposta do momento que eu vivia, que digam que eu apenas visualizei o que eu queria ver, tudo bem.....eu apenas respondo que aquilo poderia não existir e muito menos cair nas minhas mãos naquele momento...então...tranquilamente eu passei a viver meu "profano" junto com meu "espiritual", fiquei em paz...sumiu a angústia....a dúvida...o medo que essas criaturas fanáticas te colocam na alma, não assino embaixo de tudo que já li dele....ou de quem quer que seja por ele....coloco aí aquela velha história, estamos todos aqui procurando nosso caminho, acessando retalhos e nunca o todo, senão não estaríamos mais aqui....deixo passar...recolho na minha rede o que me acalma e faz eu entender melhor meu próximo, sem me tirar as forças para seguir meu caminho, e as coisas que vim fazer por aqui, é isso.


Falando nisso lá vou eu cumprir minhas "obrigações"....

Luma Elora Aislin

2 comentários:

Anônimo disse...

Há tempos já diziam assim a cantar, que a verdade jamais há de se encontrar, porquanto o mundo foi feito para nada além de dançar... o hoje o antes e o amanhã. Dançar ao soprar do vento, ao cair da tempestade, ao agitar dos furacões... E quando a menssagem for para aparecer, os pássaros do céu descerão como menssageiros idílicos, e espalharão aquilo que de proveitoso há aos sete ventos...

Ass: um bardo desconhecido

Elaine Figueira ou Serena Bellatrix disse...

Luma,

Gostei muito do seu post, sou sua seguidora e passo sempre por aqui porque além de ser bruxa, gosto do seu blog.

Vá até o meu e se for de seu interesse, convido-a também para ser minha seguidora,

bençãos,

Elaine